Com uma velocidade de contágio acelerada e ainda sem vacina ou tratamento específico, o coronavírus costuma causar infecção respiratória, principalmente no trato respiratório superior.


Com a confirmação dos primeiros casos no Brasil, o alarmismo cresce entre a população juntamente com a desinformação a respeito de como prevenir o coronavírus.


A primeira coisa a evitar durante uma pandemia como esta, é o uso desnecessário dos serviços de atendimento.
Como os sintomas iniciais são muito parecidos com os da gripe comum, é previsto que muita gente comece a procurar o médico com suspeitas falsas de coronavírus.


Esse tipo de comportamento expõe sem necessidade um número grande de pessoas a ambientes hospitalares lotados, onde o risco de contrair o Covid-19 são ainda maiores.